OESTE DA BAHIA TERÁ INDÚSTRIAS TÊXTEIS IMPLANTADAS POR PORTUGUESES




“Este é um momento histórico para a Bahia. Estamos alcançando o objetivo de levar para o Estado uma grande indústria têxtil, para agregar valor ao algodão e gerar milhares de empregos diretos e indiretos”. A afirmação foi feita pelo secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, ao assinar na manhã desta segunda-feira, 23, em Lisboa, no Congresso Nacional de Portugal, protocolo de intenções com a Associação Comercial e Industrial de Barcelos (Acib), formalizando a intenção de implantar na Bahia indústrias da zona geográfica de Barcelos. A Acib representa 65 grandes indústrias portuguesas. 




O secretário explicou que a implantação dessas indústrias se concentrará no setor têxtil, podendo ser complementada com outros setores, a exemplo dos calçados e de acessórios. O objetivo é verticalizar a oferta de produtos têxteis e de moda, desde a produção de fios até a confecção de roupas. “A Bahia é o segundo maior produtor nacional de algodão de alta qualidade, com fios tão bons quanto os produzidos no Egito”, acrescentou Salles.



Os prefeitos de Luís Eduardo Magalhães, Humberto Santa Cruz, e de Barreiras, Antônio Henrique Moreira; o presidente da Associação dos Irrigantes da Bahia (Aiba), Júlio Busato; o vice-presidente da Aiba, Celestino Zanella, e o diretor da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa); Luis Carlos Bergamaschi, participaram do ato, que contou também com a participação da deputada portuguesa Mônica Ferro.



As indústrias têxteis portuguesas trabalham desde a fiação até a confecção, mas muitas empresas estão paralisando as atividades de fiação por causa da crise internacional, que estagnou o mercado europeu. Neste contexto, os empresários escolheram o Brasil e a Bahia para investir e devem transferir os equipamentos para a região Oeste baiana.



O superintendente de Atração de Investimentos da Seagri, Jairo Vaz, explicou que o termo assinado concretiza iniciativas que vez sendo desenvolvidas há mais de um ano, quando uma comitiva da Seagri esteve em Portugal e apresentou aos empresários as oportunidades e vantagens de se investir na Bahia. “Essa é mais um resultado das missões internacionais que vem sendo feitas pelo governo do Estado, através da Seagri, visando atrair investimentos para a agropecuária”, disse Vaz.


Por Josalto Alves – DRT-Ba 931


Comentários Recentes