CRISE ECONÔMICA PROVOCA AUMENTO DE LICENÇAS DE AFASTAMENTO POR DOENÇAS MENTAIS

   Crise econômica provoca aumento de licenças de afastamento por doenças mentais

Como reflexo da crise econômica no país, o índice de afastamento do trabalho em decorrência de doenças mentais subiu de 4% para quase 5% nos últimos três anos. Doenças como transtornos ansiosos e reação grave ao estresse cresceram ainda mais, cerca de 30% nesse mesmo período. De acordo com a Folha de S. Paulo, essas recessões prolongadas afetam a saúde mental da população, o que acarreta em prejuízos sociais e econômicos. Em períodos como esse há também uma procura maior por auxílios-doença, como aconteceu no final de 2015. "Os pedidos de auxílio-doença costumam aumentar em período de crise. Vimos isso, por exemplo, no período de crises que ocorreu entre 1999 e 2001", explicou o presidente da Associação Nacional dos Médicos Peritos, Francisco Cardoso, ao jornal.
Já o diretor do departamento de saúde ocupacional da Secretaria de Políticas da Previdência Social avalia que ainda é cedo para verificar o impacto da recessão nos números de licença, mas ressalta que o índice deve aumentar. "Não há a menor dúvida de que uma crise econômica gera impactos sobre os aspectos emocionais e afetivos de uma pessoa", considerou. A causa mais evidente é a ameaça de desemprego. Segundo dados do IBGE, entre o início de 2014 e o primeiro trimestre de 2016, o número de desocupados aumentou de 7 milhões para mais 11 milhões de pessoas.
CRISE ECONÔMICA PROVOCA AUMENTO DE LICENÇAS DE AFASTAMENTO POR DOENÇAS MENTAIS CRISE ECONÔMICA PROVOCA AUMENTO DE LICENÇAS DE AFASTAMENTO POR DOENÇAS MENTAIS Reviewed by Mural do Oeste on domingo, julho 24, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.