'BOATOS SÃO BOATOS', DIZ FELICIANO APÓS INDICIAMENTO DA JOVEM QUE ACUSOU DE ESTUPRO

   

O deputado federal Marco Feliciano (PSC) se manifestou após a polícia confirmar o indiciamento da estudante de jornalismo Patrícia Lélis, de 22 anos, que acusa o pastor de tentativa de estupro. A Polícia Civil de São Paulo confirmou que a jovem foi indiciada por extorsão e falsa comunicação do crime.

Em nota, a assessoria do deputado reafirma a "plena confiança na lisura das instituições públicas e da Justiça de nosso país". Feliciano também diz que a história nunca passou de boatos. "Boatos são boatos e nunca serão verdades. Seguimos confiante até o término das investigações", disse.

Um vídeo sob análise da Polícia, onde a denúncia contra Bauer foi registrada, mostra os dois conversando sobre um
pagamento de R$ 50 mil à jovem. Lélis acusa Bauer de mantê-la em cárcere privado e de forçá-la a gravar vídeos negando que Feliciano tenha tentado violentá-la.

Na interpretação da polícia, partiu da estudante pedir o dinheiro. "Tem interesse dos dois, mas na gravação ela pede dinheiro", afirmou o delegado Luís Roberto Hellmeister, do 3º DP (Campos Elíseos).

O advogado de Patrícia Lélis, José Carlos Carvalho, afirmou que a jovem não recebeu valores de Bauer e que os vídeos em que nega os crimes de Feliciano foram gravados sob ameaça e em cárcere privado. A defesa, no entando, não comentou o indiciamento da polícia.
'BOATOS SÃO BOATOS', DIZ FELICIANO APÓS INDICIAMENTO DA JOVEM QUE ACUSOU DE ESTUPRO 'BOATOS SÃO BOATOS', DIZ FELICIANO APÓS INDICIAMENTO DA JOVEM QUE ACUSOU DE ESTUPRO Reviewed by Mural do Oeste on sexta-feira, agosto 19, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.