PROJETO PRIMEIRO EMPREGO COMEÇA A EMITIR CARTEIRAS DE TRABALHO


A partir desta terça-feira (23), todas as unidades do SineBahia e SAC da capital e interior começam a emitir as carteiras de trabalho para jovens participantes do projeto Primeiro Emprego que ainda não possuem o documento. Para solicitar a carteira, o estudante deve portar RG, CPF, comprovante de residência e certidão de nascimento e/ou casamento. Além de possuir a carteira de trabalho, os jovens que querem concorrer a uma das nove mil vagas do projeto devem atualizar seus dados cadastrais no site da Secretaria da Educação do Estado (http://www.educacao.ba.gov.br/). 

Nove mil estudantes da Educação Profissional da rede estadual formados a partir de 2015 ou ativos terão a chance de conquistar uma vaga no mercado de trabalho através do projeto Primeiro Emprego, do Governo do Estado, que entrará em vigor no mês de setembro. Alcançar este objetivo vai depender do comprometimento de cada um com os estudos, já que serão contemplados aqueles com melhor desempenho nas atividades escolares. 


O projeto estimula estudantes a ter uma maior dedicação na sala de aula, justamente por contemplar aqueles com melhores resultados. Um ranking de rendimento foi elaborado pela Secretaria de Educação do Estado e reunirá uma média de todas as notas obtidas pelo aluno durante o curso. 

O ingresso no projeto é feito de forma automática, desde que o jovem, com faixa etária entre 14 e 22 anos incompletos, tenha se formado de 2015 em diante ou seja estudante com, pelo menos, 40% do curso concluído. 

A meta é preencher 4,5 mil vagas entre setembro 2016 a setembro 2017 e outras 4,5 mil entre setembro de 2017 e setembro de 2018, no setor público. A oportunidade pode surgir em secretarias e órgãos do governo estadual, além de empresas privadas e do terceiro setor, a última em atividades da agricultura familiar, coordenadas pela Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). 

As vagas para o setor público serão, num primeiro momento, para as áreas de Saúde, Educação, na Polícia Militar e na Embasa. A convocação será feita por meio de telefonemas e publicação no Diário Oficial do Estado da Bahia. Esses instrumentos têm como objetivo dar a maior transparência possível ao processo. 

Empresas públicas e privadas

Ao conquistar a vaga, intermediada pela Setre, os alunos terão carteira de trabalho assinada e todos os direitos garantidos. O contrato tem duração de 24 meses no Estado, já as empresas particulares têm a prerrogativa de definir se haverá a continuidade do contrato. A remuneração nas instituições privadas é a partir de um salário mínimo, já nos órgãos estaduais, o contemplado terá salário mínimo, plano de saúde (Planserv) e vale transporte. 

O Primeiro Emprego vai contemplar não apenas os estudantes, mas também a classe empresarial, que vai economizar na realização de processos seletivos e receber profissionais qualificados. Até o momento, mais de 40 empresas privadas já manifestaram interesse em participar do projeto. 

Os estudantes oriundos da Educação Profissional da rede estadual de ensino passarão por capacitação teórica e prática. Entidades sociais sem fins lucrativos, qualificadas em formação técnico-profissional, vão capacitar os jovens nos seguintes temas: orientação para o trabalho; introdução ao serviço público, ética, conhecimentos gerais do serviço público no Estado da Bahia e conhecimentos específicos do órgão público do Estado da Bahia.

Foto: Claudionor Jr./Secretaria da Educação

....................................................................................................
Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia
PROJETO PRIMEIRO EMPREGO COMEÇA A EMITIR CARTEIRAS DE TRABALHO PROJETO PRIMEIRO EMPREGO COMEÇA A EMITIR CARTEIRAS DE TRABALHO Reviewed by Mural do Oeste on quarta-feira, agosto 24, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.