LABORATÓRIOS DE INOVAÇÃO EM SAÚDE SÃO INAUGURADOS NO PARQUE TECNOLÓGICO




Empresários e profissionais ligados à saúde e outras áreas conheceram o Polo de Inovação Salvador (PIS), inaugurado nesta terça-feira (13), no Parque Tecnológico da Bahia, com a presença do secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Manoel Mendonça. Com cinco laboratórios e vinculado ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), o polo também vai abranger a formação de recursos humanos e a prestação de serviços tecnológicos para os setores de base tecnológica.

Presente na inauguração, Adriano Magno, que é diretor de operações de uma empresa médica, encontrou uma interseção entre o aplicativo desenvolvido pela empresa e as pesquisas realizadas no Laboratório de Produtos para Saúde (Labprosaud). “A plataforma ‘Meu Médico’ pretende fazer a comunicação segura entre profissionais de saúde e pacientes, com procedimentos de segurança. E ao conhecer as pesquisas desenvolvidas aqui no Parque Tecnológico, percebemos a possibilidade de expandir o nosso desenvolvimento para diversos outros nichos de negócio”, afirma Adriano Magno.

Além do Labprosaud, o PIS inclui o Laboratório de Engenharia Médica e Clínica (Lemc), Laboratório de Física Médica (Lafir), Laboratório de Prototipagem Integrada (Laproti) e Laboratórios de Sistemas Computacionais (LSCOMP). Cada uma dessas instalações possui equipe e dispositivos próprios, com capacidade para desenvolver soluções em diferentes frentes.

Integração

De acordo Manoel Mendonça, a medicina é o segmento com maior produção científica, mas ainda não é uma cadeia fechada. “Há a necessidade de criação de empresas e para isso é preciso ter laboratórios de pesquisas integradas. Essa presença no Parque Tecnológico do Ifba, com laboratórios de inovação voltados para a área de saúde, é importante. Eles usam muitos equipamentos eletrônicos, computação, mecânica e vão ajudar na criação de empresas nessa área”.

Mendonça lembra que o Parque Tecnológico tem fomentado o desenvolvimento de produtos e processos inovadores por meio da integração entre poder público, comunidade acadêmica e setor empresarial. “Nós já temos mais de 20 empresas incubadas no Parque. Temos os laboratórios que realizam a pesquisa aplicada, os laboratórios que transferem as pesquisas para o meio produtivo e temos também o apoio, com um escritório do Sebrae, que facilita a criação do modelo de negócio, além da presença do INPI [Instituto Nacional da Propriedade Industrial]”. 

Ambiente

O diretor do PIS, Handerson Leite, destaca que o Parque Tecnológico reúne toda a cadeia de pessoas que lidam com pesquisa. “O ambiente tem um papel fundamental. Hoje, a inovação e o desenvolvimento são mais importantes do que a manufatura. Estes laboratórios geram conhecimento e inovação e levam para fora do estado a possibilidade de novos produtos e equipamentos para a saúde”.

Entre as inovações desenvolvidas nos laboratórios do Ifba, o diretor cita a certificação do Inmetro para fazer calibragem radiológica, área que havia regulamentação legal, mas não existia nenhum laboratório no País certificado para realizar este serviço. “O Ifba também está certificado para fazer medição de luminárias cirúrgicas. Essas atividades todas permitiram ao Ifba se cadastrar no Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial [Embrapi], do governo federal, que autoriza a concessão de uma contrapartida quando a empresa desenvolve pesquisas de inovação”, explica Handerson.
LABORATÓRIOS DE INOVAÇÃO EM SAÚDE SÃO INAUGURADOS NO PARQUE TECNOLÓGICO LABORATÓRIOS DE INOVAÇÃO EM SAÚDE SÃO INAUGURADOS NO PARQUE TECNOLÓGICO Reviewed by Mural do Oeste on terça-feira, setembro 13, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.