MÃE DIZ QUE NÃO SABIA QUE FILHA DE 2 ANOS SERIA ENTREGUE A CORONEL NO RIO DE JANEIRO


A mãe da criança de 2 anos entregue a um coronel reformado da PM disse à polícia que não sabia que a filha dela seria entregue a Pedro Chavarry, suspeito de pedofilia. O bebê foi deixado com Pedro pela faxineira dele. O depoimento foi dado à polícia e obtido com exclusividade pelo Bom Dia Rio desta terça-feira (13).
Na declaração dada aos investigadores, ela também afirmou que a faxineira de Pedro, Thuane Pimenta dos Santos, não tinha ficado com a criança antes. Ela disse também que não pediu ajuda para compra de fraldas e remédios e que não passava por dificuldades financeiras. A mãe da criança encontrada com coronel morava na mesma comunidade de Thuane, que afirmou que levaria a criança para fazer um cadastro para ganhar presentes de natal.
Thuane disse ainda à polícia que ligou para Pedro para saber se ele estava perto da casa dela para pagar uma faxina feita uma semana antes. Então, ela disse que estaria com a criança e que a mostraria para ele conhecer. O coronel, ainda segundo Thuane, teria perguntado do que a criança precisava e ela indicou fralda, remédio e pediu um lanche.

Na segunda (12), o coronel reformado da Polícia Militar, Pedro Chavarry Duarte, 63 anos, teve a prisão preventiva decretada. O coronel está preso do Batalhão Prisional da PM em Niterói, na Região Metropolitana após ser flagrado no sábado (10)  com uma criança de dois anos, nua, dentro do carro, em Ramos, na Zona Norte.
Pedro Chavarry já tinha sido acusado de um outro crime contra uma criança, há mais de vinte anos, foi absolvido. A polícia civil do Rio investiga agora se ele fez outras vítimas.   Em 2014, ele concorreu ao cargo de deputado estadual pelo PSL. Atualmente, é presidente da Caixa Beneficente da PM.
Criança estava apenas de calcinha e 'completamente assustada'
Em coletiva nesta segunda-feira (12), a polícia disse que, no final da tarde de sábado, Thuane Pimenta dos Santos, disse ao pai da menina que iria levá-la pra fazer um cadastro para receber presentes de Natal. No entanto, ela deixou a criança com o militar aposentado em uma lanchonete que fica em um posto de gasolina em Ramos. Horas depois, o coronel da PM foi preso em flagrante por estupro de vulnerável. Ele estava com a menina de dois anos dentro do carro e foi denunciado por uma funcionária da lanchonete.

Os investigadores disseram que a funcionária da lanchonete contou que esta não foi a primeira vez que o coronel esteve lá com uma criança dentro do carro.Em seu depoimento à polícia, a funcionária contou que a criança estava no carro deitada, vestindo apenas uma calcinha, aparentando estar "completamente assustada.
A polícia disse que Thuane trabalhava como faxineira para o coronel Pedro Chavarry Duarte. Os policias militares foram chamados ao local e disseram que a criança estava nua. 
A polícia investiga se o coronel tinha ajuda de uma quadrilha para ter acesso às crianças. Segundo a delegada Cristiana Bento, o coronel frequentava a comunidade Uga Uga, perto do Complexo da Maré, e ajudava algumas famílias com fraldas e presentes. A família da criança encontrada com ele dentro do carro mora na comunidade. As testemunhas já ouvidas pela polícia contaram que o coronel já teria viajado com outras crianças.
"Inclusive as mães deixavam ele viajar com as crianças e crianças de dois e três  anos inclusive criança da comunidade viajou com ele".

Em 1993, Pedro Chavarry Duarte já tinha sido preso em flagrante ao lado de um bebê. Na época, a suspeita era de tráfico de crianças. Mas acabou sendo denunciado por maus tratos e abandono. Depois foi absolvido. Em 2014, concorreu a deputado federal pelo PSL.
Atualmente, o coronel aposentado é presidente da Caixa Beneficente da PM.

Fonte: G1 Globo
MÃE DIZ QUE NÃO SABIA QUE FILHA DE 2 ANOS SERIA ENTREGUE A CORONEL NO RIO DE JANEIRO MÃE DIZ QUE NÃO SABIA QUE FILHA DE 2 ANOS SERIA ENTREGUE A CORONEL NO RIO DE JANEIRO Reviewed by Mural do Oeste on terça-feira, setembro 13, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.