ADOLESCENTE CONFESSA TER MATADO JOVEM DE 16 ANOS EM ESCOLA OCUPADA


As polícias Civil e Militar do Paraná prenderam no fim da tarde desta segunda-feira um adolescente de 17 anos que confessou ter matado Lucas Eduardo Araújo Lopes, de 16 anos, no colégio estadual Santa Felicidade, em Curitiba, ocupado por estudantes contrários à reforma do Ensino Médio e a PEC 241, que impõe um teto aos gastos públicos. Os dois adolescentes estudam no colégio.
Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp), o rapaz preso alegou ter esfaqueado o colega no pescoço e no peito em uma tentativa de se defender após um desentendimento, enquanto ele e Lopes usavam uma droga sintética conhecida como “balinha”. O adolescente morreu ainda dentro do colégio.
“Ele confessou que por causa dos efeitos da droga, teriam ficado alterados e o grupo então solicitou que eles saíssem do local, indo para o alojamento, onde se desentenderam. A vítima teria partido para cima do autor, que portava uma faca de cozinha no bolso e que então teria se defendido atacando o outro adolescente, de quem era amigo de infância”, explicou o secretário Wagner Mesquita.
Segundo a Sesp, o jovem de 17 anos disse ter fugido do colégio pulando a janela e o muro. Ele foi preso em sua casa, que também fica no bairro Santa Felicidade, por agentes do serviço reservado da Polícia Militar.
A respeito do colégio ocupado por estudantes, Mesquita ressaltou que “essa escola, inclusive, tinha o pedido de reintegração de posse feito pela Procuradoria Geral da República (PGE) e estava em análise da Justiça. A mesma PGE havia solicitado atuação mais firme do Conselho Tutelar e do Ministério Público, prevendo a exposição desses adolescentes ao risco. O Conselho visitou essa e outras escolas e disse que estava tudo bem”.
Por meio de nota, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), disse que o caso é “gravíssimo e lamentável” por ter acontecido dentro de uma escola “que deveria estar cumprindo a sua missão de irradiar a luz do conhecimento e a formação da cidadania”. “A ocupação de escolas no Paraná ultrapassou os limites do bom senso e não encontra amparo na razão, pois o diálogo sobre a reforma do ensino médio está aberto, como bem sabem todos os envolvidos nessa questão”, diz o texto divulgado pelo governo.
O movimento Ocupa Paraná, responsável pela invasão do colégio, também soltou uma nota dizendo que “não há nenhuma informação concreta sobre a motivação dessa morte” e que os seus advogados foram impedidos de entrar no colégio. Nas redes sociais, o grupo pede o “Fora Temer, Fora Richa e Fora Mendonça”.
No balanço desta segunda-feira, havia 792 escolas da rede estadual ocupadas, de um total de 2.100. Após o crime, os alunos que ocupavam a escola deixaram o local.
Veja
ADOLESCENTE CONFESSA TER MATADO JOVEM DE 16 ANOS EM ESCOLA OCUPADA ADOLESCENTE CONFESSA TER MATADO JOVEM DE 16 ANOS EM ESCOLA OCUPADA Reviewed by Mural do Oeste on terça-feira, outubro 25, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.