DEBATE ENTRE HILLARY E TRUMP VIRA 'LAVAÇÃO DE ROUPA SUJA'


O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, optou por uma jogada bombástica bem a seu estilo na tentativa de não ficar encurralado no segundo debate da campanha, que está sendo realizado na noite deste domingo em St. Louis, no estado de Missouri. Quando emparedado pelo escândalo da divulgação de um vídeo que ameaça implodir sua candidatura, mais uma vez Trump foi puro Trump: horas antes do debate, convocou uma coletiva-surpresa na qual estava circundado de quatro mulheres que apoiam sua candidatura e acusam o ex-presidente Bill Clinton, marido de Hillary, de assédio sexual.
Publicidade
A tática de Trump é clara: ele busca neutralizar os efeitos do escândalo vindo à tona neste sábado, a apenas um mês das eleições. Com a divulgação do vídeo de 2005 que o flagra nos bastidores de uma entrevista fazendo comentários degradantes sobre as mulheres (e no qual ele conta, com total cafajestice, como aplicou uma cantada mal-sucedida numa mulher casada), o magnata virou alvo de intensa artilharia mesmo entre os caciques de seu partido. Até  seu candidato a vice na chapa republicana, Mike Pence, o criticou duramente.
Com a coletiva-surpresa, Trump seguiu a estratégia de atacar antes de ser atacado – uma vez que o escândalo deu uma munição preciosa para sua oponente, a democrata Hillary Clinton, no embate televisivo entre ambos. Na coletiva de última hora estavam presentes Kathy Shelton, Juanita Broaddrick, Kathleen Willey e Paula Jones – esta última ganhou fama ao processar Clinton por assédio, nos anos 90. Outra das acusadoras do ex-presidente, Juanita disse que apoia Trump porque suas ações falariam mais alto do que as palavras. “Trump pode ter falado palavras feias, mas Bill Clinton me estuprou e Hillary Clinton me ameaçou. Não acho que há qualquer comparação”, disse ela.
A tensão das últimas horas da campanha se refletiu, naturalmente, no debate desta noite. Na abertura, Trump e Hillary não se cumprimentaram. O republicano foi questionado logo de cara sobre o vídeo escandaloso, mas tergiversou sobre o tema e saiu disparando contra Bill e Hillary Clinton. A democrata aproveitou a deixa para sustentar que a conduta de Trump não o credencia a ser presidente dos Estados Unidos. E ele respondeu sendo outro vez puro Donald Trump: se ganhar as eleições, prometeu, mandará a oponente para cadeia.
Veja
DEBATE ENTRE HILLARY E TRUMP VIRA 'LAVAÇÃO DE ROUPA SUJA' DEBATE ENTRE HILLARY E TRUMP VIRA 'LAVAÇÃO DE ROUPA SUJA' Reviewed by Mural do Oeste on segunda-feira, outubro 10, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.