MILAGRE: MULHER QUE MORREU HÁ SETE ANOS, SE LEVANTA DO TÚMULO E VOTA EM SANTA CATARINA. ELEIÇÃO PODE SER ANULADA.

Honorato (esq.) entrou com medida para pedir anulação da eleição em que Souza venceu (Foto: Reprodução/RBS TV)
A 20ª Zona Eleitoral de Santa Catarina analisa um pedido de anulação da votação de Pescaria Brava, no Sul do estado, onde o novo prefeito do município foi decidido com um voto de diferença. A solicitação foi feita pelo candidato que perdeu a eleição. Ele argumenta que houve irregularidades, entre elas uma mulher que morreu há sete anos e teria votado. A Justiça não havia tomado uma decisão sobre o caso até esta segunda-feira (10).
O Ministério Público Eleitoral de Santa Catarina informou que não havia recebido nenhuma informação sobre o processo até a publicação desta matéria.
Em 2 de outubro, Deyvisonn da Silva de Souza (PMDB) foi eleito com 2.751 votos. O adversário dele e atual prefeito da cidade, Antonio Avelino Honorato Filho (PSDB), teve 2.750 votos. Oficialmente, 6.922 eleitores foram às urnas em Pescaria Brava. Destes, 96,92% foram votos válidos, que equivalem a 6.709. Abstenções foram 9,58%, nulos 2,01% e 1,07% brancos.
Pela denúncia, mulher que morreu há 7 anos teria votado em Pescaria Brava (Foto: Reprodução/RBS TV)Pela denúncia, mulher que morreu há 7 anos teria votado em Pescaria Brava (Foto: Reprodução/RBS TV)
Suspeitas de irregularidades
O pedido de anulação foi protocolado na quarta (5). Segundo a RBS TV, um dos motivos é uma assinatura. Segundo o comprovante, Maria Justina Costa votou nas últimas eleições, mas ela morreu há sete anos e há certidão de óbito para comprovar.

Uma das filhas de Maria Justina, Ana Rosa Costa, ficou indignada. “Independente para quem foi o voto, independente de qualquer coisa, a gente quer achar o culpado, porque isso é crime”, afirmou à RBS TV.
Além desse caso, os advogados do atual prefeito identificaram outras cinco possíveis irregularidades. Entre elas um analfabeto, que mesmo sem saber escrever, teria assinado a lista de presença na seção. Outro caso é o de uma eleitora que mesmo internada no hospital teria aparecido para votar nas eleições.
Candidato derrotado em Pescaria Brava apresentou à Justiça canhoto assinado por mulher morta (Foto: Reprodução/RBS TV)Candidato derrotado em Pescaria Brava apresentou à Justiça canhoto assinado por mulher morta (Foto: Reprodução/RBS TV)
Antonio Honorato, que perdeu a eleição, acredita que os candidatos a vereador da coligação dele também foram prejudicados. “Há de se também analisar profundamente se houve algum ato de irregularidade em outras urnas também com os vereadores”, disse Honorato à RBS TV.
O prefeito eleito, Deyvisonn da Silva de Souza, disse estar tranquilo. “Há quatro anos eu perdi a eleição. Soube perder, não entrei com qualquer tipo de ação", disse Souza à RBS TV.
G1
MILAGRE: MULHER QUE MORREU HÁ SETE ANOS, SE LEVANTA DO TÚMULO E VOTA EM SANTA CATARINA. ELEIÇÃO PODE SER ANULADA. MILAGRE: MULHER QUE MORREU HÁ SETE ANOS, SE LEVANTA DO TÚMULO E VOTA EM SANTA CATARINA. ELEIÇÃO PODE SER ANULADA. Reviewed by Mural do Oeste on segunda-feira, outubro 10, 2016 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.