COMPANHIA AÉREA BOLIVIANA É SUSPENSA APÓS TRAGÉDIA


A  LaMia, empresa aérea boliviana cuja queda do avião matou quase toda a delegação da Chapecoense, foi suspensa nesta quinta-feira pela Diretoria Geral de Aeronáutica Civil da Bolívia (DGAC). O comunicado foi divulgado pela órgão via Twitter, porém não houve justificativa clara sobre a decisão de banir a licença da companhia. “A Direção Geral de Auronáutica Civil comunica que suspende de maneira imediata o certificado de exploração de serviços aéreos e da permissão de operação dado a empresa Lamia Corporação”, diz a nota.


A Aeronáutica Civil da Colômbia informou os primeiros indícios da causa do acidente aéreo. O presidente Jaime Hernandéz Sierra afirmou que o piloto do avião com a equipe brasileira pediu prioridade para aterrissar, sem explicar qual seria o motivo da urgência. “Acreditamos que tenha sido falta de combustível”, disse Sierra. A pane seca é considerada a causa mais provável do acidente, já que a falta de alimentação é a explicação para a pane elétrica nos motores que acabaria por derrubar o avião.



Em entrevista ao site de VEJA, o presidente da LaMia, Gustavo Vargas, informou que a Chapecoense pagou 130.000 dólares pelos voos de Bolívia a Medellín e de Medellín a Bolívia. A empresa é especializada em levar clubes de futebol em voos pelo continente.

Veja


COMPANHIA AÉREA BOLIVIANA É SUSPENSA APÓS TRAGÉDIA COMPANHIA AÉREA BOLIVIANA É SUSPENSA APÓS TRAGÉDIA Reviewed by Mural do Oeste on quinta-feira, dezembro 01, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.