ANEEL DEFINE REAJUSTE PARA TARIFA DE ENERGIA DA BAHIA


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) definiu hoje (18) as novas tarifas da Coelba. O índice médio de reajuste para o consumidor foi de 3,%.  As novas tarifas entrarão em vigor para os cerca de 6 milhões de clientes da concessionária no próximo dia 22 de abril, mas o consumidor só irá perceber essa variação, de forma mais significativa, nas faturas recebidas a partir de maio.


Os consumidores atendidos em Baixa Tensão, que representam 99% dos clientes da empresa e incluem os clientes residenciais, terão um aumento médio de 2,77%. Já os consumidores Industriais e Comerciais de médio e grande porte, atendidos em Alta Tensão, terão reajuste de 3,50%, em média

Além dos valores de tarifas fixados pela ANEEL, são cobrados na conta de energia, ainda, os impostos (ICMS, PIS e COFINS) e as Bandeiras Tarifárias, sistema criado pelo Governo Federal  em janeiro de 2015 que considera, mensalmente, na conta de luz o preço da geração de energia de acordo com o nível dos reservatórios e possível acionamento das usinas térmicas. Todos meses a Aneel divulga a classificação da bandeira. Neste mês de abril/17, a bandeira vigente é a Vermelha Patamar 1, ou seja, acrescimento de R$ 3,00 a cada 100kWh (quem consome menos de 100kWh/mês, tem cobrança proporcional).

Conforme definido pela administração municipal, também é cobrada na conta de energia a Contribuição de Iluminação Pública (CIP), tributo repassado pela Coelba diretamente para as prefeituras municipais, que são as responsáveis pelos serviços de projeto, implantação, expansão, operação e manutenção das instalações de iluminação pública.

Do valor cobrado na fatura,  25,7% ficam na Coelba para cobrir os custos de operação, manutenção, administração do serviço e investimentos. Os encargos setoriais e  impostos continuam tendo uma grande participação nos custos da tarifa de energia elétrica, representando 36,8% da mesma. Já as despesas com a compra e transmissão de energia respondem por 37,5%. Isso significa que, para uma conta de R$ 100,00, por exemplo, apenas R$ 25,70 são destinados efetivamente à Coelba para operar e expandir todo o sistema elétrico de distribuição de energia no estado.


EXEMPLOS PRÁTICOS DO REAJUSTE 2017

Um consumidor Residencial Convencional que consome 100 kWh/mês, por exemplo, terá sua conta reajustada de R$ 61,81 para R$ 63,55. Esses consumidores residenciais correspondem a 68% do total de clientes da Coelba, ou seja, 4 milhões de clientes.

* Nos exemplos acima, foram considerados os impostos do ICMS de acordo com a faixa de consumo e PIS/COFINS vigente para abr/17 de 5,37%.
* Sobre os valores destacados acima, adicionalmente, incidirá na conta final,  a CIP – Contribuição de Iluminação Pública, além dos acréscimos decorrentes das Bandeiras Tarifárias vigentes a cada mês.

Assessoria de Comunicação 

ANEEL DEFINE REAJUSTE PARA TARIFA DE ENERGIA DA BAHIA ANEEL DEFINE REAJUSTE PARA TARIFA DE ENERGIA DA BAHIA Reviewed by Redação Mural do Oeste on terça-feira, abril 18, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.