POESIA: REFLEXÕES SOBRE COISA NENHUMA



Roberto de Sena

A Justiça é cega
talvez por isso
não enxergue
certas coisas
que estão
embaixo do nariz

O amor é cego
mas, quando enxerga,
sai de baixo!
POESIA: REFLEXÕES SOBRE COISA NENHUMA POESIA: REFLEXÕES SOBRE COISA NENHUMA Reviewed by Redação Mural do Oeste on quinta-feira, abril 20, 2017 Rating: 5

Um comentário:

  1. Ah, o amor! Ver - se tanto e percebe - se tão pouco.

    Perfeita!

    ResponderExcluir

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.