REFORMA TRABALHISTA APROFUNDA DESIGUALDADE SOCIAL, ACUSA RENAN


O senador Renan Calheiros (PMDB-AL) disse que se sente "consternado" com a situação dos milhares de pais e mães de família, jovens, veteranos e trabalhadores de todas as categorias que estão apreensivos com as notícias que saem de Brasília sobre a reforma trabalhista. Para ele, a reforma retira direitos, é injusta e vai aprofundar a desigualdade social. As informações são da Agência Senado.

O líder da Maioria e do PMDB declarou que, às vésperas do Primeiro de Maio, o Brasil precisa dizer alguma coisa a seus trabalhadores e ponderou “que não é da melhor tradição que o presidente da República não fale às famílias”. Renan criticou a regra de que o acordado se sobrepõe ao que está na lei.
" É uma chantagem explícita: ou aceita ou cai fora. É o ‘dá ou desce’ trabalhista",  afirmou.
Segundo Renan, o texto aprovado induz os assalariados a renunciar ao FGTS, horas extras e férias remuneradas, para se tornarem pessoa jurídicas. Para ele, não há nenhuma relação entre a geração de empregos e a chamada flexibilização das leis trabalhistas. Segundo o senador, esse discurso é usado para seduzir uma parcela da sociedade e garantir a retirada de direitos.
Notícias ao Minuto
REFORMA TRABALHISTA APROFUNDA DESIGUALDADE SOCIAL, ACUSA RENAN REFORMA TRABALHISTA APROFUNDA DESIGUALDADE SOCIAL, ACUSA RENAN Reviewed by Redação Mural do Oeste on quinta-feira, abril 27, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.