MP INVESTIGA INTERNAUTA QUE FEZ POST LAMENTANDO QUE ATAQUE DE MANCHESTER NÃO TENHA OCORRIDO NA BAHIA



O Ministério Público da Bahia (MP-BA) informou, nesta sexta-feira (26), que instaurou um procedimento para investigar uma internauta que fez um post na rede social Facebook lamentando que o ataque que deixou 22 mortos em Manchester não tenha ocorrido na Bahia.

A publicação foi feita logo depois do atentado, que ocorreu na na noite de segunda-feira (22). O MP apura quem é o autor da mensagem, de onde ela partiu e se o perfil utilizado para a publicação é verdadeiro ou falso. O perfil, que foi excluído da rede social, após a mensagem viralizar e causar revolta, estava em nome de uma mulher que informava ser moradora de Curitiba.

"Só lamento que tenha sido em Manchester e não na Bahia. Seria lindo ver aquele gente nojenta e escurinha da Bahia explodindo", diz o post. Na mesma rede social, outros internautas se revoltaram e condenaram a postagem.

O Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) encomendou um relatório preliminar para investigar a internauta que fez um comentário racista e xenófobo sobre os baianos em seu Facebook.

A promotora de justiça Livia Vaz, do Grupo de Atuação Especial de Proteção dos Direitos Humanos e Combate à Discriminação (GEDHDIS), vinculado ao MP, disse que, além da abertura do procedimento investigatório, foi envido um ofício ao Núcleo de Combate aos Crimes Cibernéticos (Nucciber), também ligado ao órgão, para a realização de um relatório preliminar.

O relatório, conforme o MP, tem a intenção de identificar o autor da postagem, através das informações do perfil na rede social, e o local de acesso, ou seja, de onde a mensagem partiu.

Conforme a promotora, após o resultado do relatório preliminar do Nucciber será avaliado a possibilidade de o MP pedir à Justiça a quebra do sigilo de dados da internauta.

O MP informou que a autora da mensagem pode ser responsabilizada criminalmente por racismo e também civelmente por danos morais coletivos, por ofender a honra dos baianos.

Ataque
O atentado em Manchester ocorreu pouco depois do show da cantora Ariana Grande. Além dos mortos, mais de 100 pessoas ficaram feridas. A polícia britânica informou que o homem-bomba Salman Abedi, de 22 anos, foi o autor do ataque. Ele também morreu na explosão. O Estado Islâmico reivindicou a autoria do atentado.

O ataque de Manchester foi o mais grave ocorrido no Reino Unido desde julho de 2005, quando uma série de atentados causou a morte de 52 pessoas, entre eles quatro suicidas, e deixou 700 feridos no metrô e em um ônibus de Londres, segundo a France Presse.
G1
MP INVESTIGA INTERNAUTA QUE FEZ POST LAMENTANDO QUE ATAQUE DE MANCHESTER NÃO TENHA OCORRIDO NA BAHIA MP INVESTIGA INTERNAUTA QUE FEZ POST LAMENTANDO QUE ATAQUE DE MANCHESTER NÃO TENHA OCORRIDO NA BAHIA Reviewed by Redação Mural do Oeste on sábado, maio 27, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.