expr:class='data:blog.pageType'>

ACADÊMICOS DE BIOMEDICINA MOBILIZAM POPULAÇÃO PARA A IMPORTÂNCIA DA DOAÇÃO DA MEDULA ÓSSEA EM BARREIRAS




O curso de Biomedicina da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) entrou na campanha pela doação de medula óssea. Visitantes e membros da comunidade acadêmica compareceram ao Laboratório Escola, na sede da instituição, nesta quarta-feira (21), para se cadastrar e doar entre 5 e 10 ml de sangue. Com o material coletado será realizado o exame de histocompatibilidade (HLA), um teste de laboratório que identifica a compatibilidade entre doador e receptor por meio de características genéticas.medula óssea é um tecido composto por células capazes de originar outras células, sendo encontrada no interior dos ossos longos e nas cavidades esponjosas de ossos.

“A doação de medula óssea é um gesto muito nobre. No curso, aprendemos sobre o que é possível fazer com a medula, e sabemos que ela ajuda a salvar vidas. Fico feliz em poder contribuir com a ação”, disse Renata da Cruz Mota, acadêmica do 5º semestre de Biomedicina da FASB. O banco de dados do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome) – sistema informatizado que faz o cruzamento entre informações genéticas de doadores e pacientes – atingiu, em fevereiro deste ano, o total de 4.252.269 doadores cadastrados, tornando-se o terceiro maior do mundo. O número ainda é pequeno em relação à necessidade. A chance de encontrar medula compatível é, em média, de uma em 100 mil.

Para a coordenadora do curso de Biomedicina, Dayanne Menezes, foi bastante importante a participação do público. “Convidamos funcionários, professores, a comunidade acadêmica e os barreirenses para contribuir com essa campanha. E tivemos uma grande demonstração de solidariedade”, comemorou.  O cadastro e a doação podem ser feitos por qualquer pessoa entre 18 e 55 anos, com boa saúde. Os resultados dos testes são armazenados, junto com as informações pessoais. Caso encontrem compatibilidade, o doador é chamado para exames complementares e para realizar a doação – um procedimento que dura cerca de 90 minutos, feito em centro cirúrgico, em internação de 24 horas. A medula óssea do doador leva apenas 15 dias para se recompor.


Assessoria de Comunicação 
Faculdade São Francisco de Barreiras 
ACADÊMICOS DE BIOMEDICINA MOBILIZAM POPULAÇÃO PARA A IMPORTÂNCIA DA DOAÇÃO DA MEDULA ÓSSEA EM BARREIRAS ACADÊMICOS DE BIOMEDICINA MOBILIZAM POPULAÇÃO PARA A IMPORTÂNCIA DA DOAÇÃO DA MEDULA ÓSSEA EM BARREIRAS Reviewed by Redação Mural do Oeste on quinta-feira, junho 22, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.