expr:class='data:blog.pageType'>

INDÚSTRIAS BAIANAS GANHAM ISENÇÃO DO ICMS NAS VENDAS PARA O ESTADO


A isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas vendas diretas de indústrias baianas para órgãos do Governo do Estado, que confere aos fabricantes locais acesso preferencial a um mercado que movimenta cerca de meio bilhão de reais por ano, é a principal medida do decreto assinado pelo governador Rui Costa, na segunda-feira (12), com o objetivo de ampliar a competitividade do setor na concorrência com os produtos vindos de outros estados. 

O decreto reúne outras mudanças na legislação para apoiar a fabricação de ferro ligas, água desmineralizada e arames específicos para a extração de petróleo, e ainda salvaguardar a indústria processadora de mamona em períodos de quebra de safra, como o atual.

As medidas resultam de interlocução entre o governo baiano e a Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb). “Em um cenário de crise econômica, o Governo decidiu promover isenções e reduções pontuais na carga tributária com vistas a criar condições para proporcionar maior dinamismo à economia baiana”, afirma o secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório.

Já o secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner, comenta que "o esforço para manter equilibradas as contas do Estado dá ao governador Rui Costa margem para tomar decisões que incentivem ainda mais a atividade econômica. O Governo gasta menos na hora de comprar, prestigia as empresas baianas e proporciona a estas novo fôlego para contratar mais pessoas, o que combate o desemprego e cria um círculo virtuoso no mercado". 

No caso da isenção de ICMS nas vendas diretas de fabricantes locais para o Estado, o Sistema Integrado de Planejamento, Contabilidade e Finanças (Fiplan) registra uma movimentação anual superior a R$ 500 milhões em mercadorias e bens adquiridos pelos diversos órgãos da administração pública estadual, incluindo fundações e autarquias. Levantamento realizado pela Sefaz-BA, em parceria com a Fieb, apontou que entre 25% e 30% deste mercado já poderia ser atendido imediatamente por indústrias locais.

“Espera-se que ambos os lados saiam ganhando, o Estado com a redução do preço de aquisição dos produtos, e as empresas com o aumento de vendas”, acrescenta Manoel Vitório. Ele explica que já está em análise a extensão da medida a aquisições de bens e mercadorias vinculados a serviços contratados pelo Estado, a exemplo de limpeza e fornecimento de refeições, o que deve ampliar de forma expressiva os montantes envolvidos.

Outras medidas
De acordo com a Sefaz-BA, a isenção de ICMS nas saídas de ferroligas para siderúrgica instalada na Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE), outra medida constante no decreto assinado pelo governador, possibilita a retomada da fabricação deste produto em Simões Filho. A previsão é que, com esta retomada, sejam criados 150 postos de trabalho diretos e indiretos.

Outra medida é o diferimento do ICMS nas importações de matérias-primas utilizadas por indústria processadora de mamona, ou seja, a transferência, para etapa posterior, do prazo para pagamento do tributo. O benefício, de acordo com a Sefaz-BA, possibilitará a continuidade das suas operações do setor, mesmo no caso de quebra de safra do produto no estado.

O decreto prevê ainda a redução de carga tributária em dois casos. Nas saídas, realizadas por indústria local, de arames específicos destinados à fabricação de umbilicais, equipamentos utilizados na extração de petróleo. E nas operações que destinem água desmineralizada a estabelecimentos industriais.

Secretaria de Comunicação Social 
Governo da Bahia 

INDÚSTRIAS BAIANAS GANHAM ISENÇÃO DO ICMS NAS VENDAS PARA O ESTADO INDÚSTRIAS BAIANAS GANHAM ISENÇÃO DO ICMS NAS VENDAS PARA O ESTADO Reviewed by Redação Mural do Oeste on terça-feira, junho 13, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.