expr:class='data:blog.pageType'>

PESQUISA: PRINCIPAIS PRESIDENCIÁVEIS TÊM REJEIÇÕES ACIMA DOS 50%


O Instituto Ipsos publicou nesta quinta-feira um levantamento que, entre outros dados, mostra a popularidade de possíveis presidenciáveis da eleição de 2018: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), o prefeito paulistano, João Doria Jr. (PSDB), o senador José Serra (PSDB-SP), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), a ex-senadora Marina Silva (Rede) e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-JR).

Líder das intenções de voto, conforme o mais recente Datafolha, com 30% da preferência, Lula é o postulante ao Planalto mais popular na pesquisa Ipsos, com 28% de aprovação. Abaixo do petista no quesito popularidade aparecem Marina (21%), Doria (16%), Bolsonaro (15%), Alckmin e Ciro (12% cada) e Serra (11%).

Todos eles, conforme o instituto de pesquisas, têm índices de desaprovação acima dos 50%. O mais impopular é José Serra, rejeitado por 79% dos brasileiros, seguido por Geraldo Alckmin (71%), Lula (68%), Marina Silva (62%), Ciro Gomes (55%), Jair Bolsonaro (54%) e João Doria (52%).

Gomes foi o possível presidenciável que mais teve respostas “não sei/não tenho conhecimento para avaliar”, com 33%. Depois dele vêm Doria (32%), Bolsonaro (31%), Marina e Alckmin (17% cada), Serra (10%) e Lula (4%).

Ventilados como possíveis candidatos, embora não assumam abertamente a intenção de entrar na corrida ao Planalto, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa e o apresentador de TV Luciano Huck também foram avaliados.

Barbosa é aprovado por 42% dos brasileiros e rejeitado por 37%, conforme o Ipsos, enquanto Huck tem aprovação de 44% e rejeição de 39%. Não sabem ou não têm informação suficiente para avaliar o ex-ministro 22%, número que é de 18% para o apresentador.

Também incluído na pesquisa, o juiz federal Sergio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato em primeira instância, tem rejeição de 28% e aprovação de 63%. Apenas 9% disseram que não sabiam responder ou não tinham conhecimento suficiente para fazê-lo.

O Ipsos entrevistou 1.200 pessoas em 72 municípios em todo o país entre os dias 1º e 13 de junho. A pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos.
Veja
PESQUISA: PRINCIPAIS PRESIDENCIÁVEIS TÊM REJEIÇÕES ACIMA DOS 50% PESQUISA: PRINCIPAIS PRESIDENCIÁVEIS TÊM REJEIÇÕES ACIMA DOS 50% Reviewed by Redação Mural do Oeste on quinta-feira, junho 29, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.