expr:class='data:blog.pageType'>

BARRREIRAS: JUSTIÇA INDEFERE PEDIDO DE SERVIDORES PARA QUE PROJETOS NÃO FOSSEM VOTADOS



Do Novoeste

A Juiza Marlize Freire Alvarenga, da Vara da Fazenda Pública, Entrância Final de Barreiras, indeferiu hoje (13) o Mandado de Segurança Coletivo com Pedido de Liminar de Tutela de Urgência impetrado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação, Professores, Professoras e Especialista em Educação da Rede Pública do Município de Barreiras (Sinprofe) contra o município e a Câmara Municipal de Barreiras.


A entidade sindical pedia que a magistrada obrigasse a Câmara Municipal a suspender/rejeitar os projetos de Lei nº 010/2017 e o 09/2017, propostos pela gestão municipal que versam sobre a adequação do estatuto dos municipários de Barreiras. Segundo a magistrada, em sua decisão, não foi constatados os pressupostos necessários para a concessão da medida liminar, isto e, o fumus boni iuris e, também, o periculum in mora.


Fumus boni iuris ('fumaça do bom direito'): Isso significa que há indícios de que quem está pedindo a liminar tem direito ao que está pedindo. O nome estranho desse elemento vem do ditado popular de que ‘onde há fumaça, há fogo’. Em outras palavras, o magistrado não está julgando se a pessoas tem direito (isso ele só vai fazer na sentença de mérito, quando decidir o processo), mas se ela parece ter o direito que alega. No caso da matéria acima, o jornal pode ou não ter esse direito. Não foi esse o ponto importante na decisão do magistrado.


Periculum in mora ('perigo na demora'): Isso significa que se o magistrado não conceder a liminar imediatamente, mais tarde será muito tarde, ou seja, o direito da pessoa já terá sido danificado de forma irreparável. E foi isso que pesou na decisão do magistrado, como explicado na matéria.
Decisão da Juiza Marlize Freire Alvarenga.



BARRREIRAS: JUSTIÇA INDEFERE PEDIDO DE SERVIDORES PARA QUE PROJETOS NÃO FOSSEM VOTADOS BARRREIRAS: JUSTIÇA INDEFERE PEDIDO DE SERVIDORES PARA QUE PROJETOS NÃO FOSSEM VOTADOS Reviewed by Redação Mural do Oeste on quinta-feira, julho 13, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.