expr:class='data:blog.pageType'>

CANTO AO SENHOR DOS AFLITOS - POESIA



Roberto de Sena


Meu Senhor dos Aflitos
ouve os nossos gritos
                            aflitos
                            aflitos

Queima a dor e seus termos
Pra felizes todos sermos
nas cidades e nos ermos

Escrevo com luz, água e vinagre
as cores do teu milagre
para que a nossa fé nunca se apague

Nos dê paz e prosperidade,
Nos dê justiça e felicidade.

Felicidade quer dizer:
Saúde, educação, trabalho, lazer, moradia
pra que todos possam viver com alegria
celebrando  tua liturgia

Meu Senhor dos Aflitos
deposito este poema
aos pés do teu altar
Pois a poesia 
é minha forma de rezar
CANTO AO SENHOR DOS AFLITOS - POESIA CANTO AO SENHOR DOS AFLITOS - POESIA Reviewed by Redação Mural do Oeste on domingo, julho 02, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.