expr:class='data:blog.pageType'>

DECISÃO SOBRE A PERMANÊNCIA DE MICHEL TEMER HOJE, TEM FORTE IMPACTO NA POLÍTICA BAIANA


O governador Rui Costa (PT) admitiu, nesta terça-feira (1º), que tem lado sobre a situação do governo federal: torce para que o presidente da República, Michel Temer (PMDB), chegue ao final do mandato em 2018. Porém engana-se quem acha que o posicionamento do governador baiano seja pragmático como o do PT nacional, que prefere um Temer sangrando até 2018 a um adversário desconhecido para enfrentar, possivelmente, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas urnas. O pragmatismo de Rui é muito mais local. O petista tem receio da ascensão do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao Palácio do Planalto caso o Supremo Tribunal Federal aceite a denúncia contra Temer – nesta quarta (2), os deputados votam se autorizam ou não que o presidente seja investigado pela Corte.

Com Maia na presidência da República, o principal adversário de Rui, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), ganha musculatura ainda maior para enfrenta-lo em outubro do próximo ano. Nos bastidores, o DEM admite que, apesar de manter posição fiel a Temer, seria um dos principais beneficiários com a queda do peemedebista. O movimento de Rui em favor de Temer foi simbólico: remeteu dois deputados que estavam no primeiro escalão estadual, Josias Gomes (PT) e Fernando Torres (PSD), para votar no processo de denúncia contra o presidente. A expectativa, de acordo com deputados que circularam nesta terça em Brasília, é que ambos registrem presença – essencial para que Temer garanta o quórum de votação – e se abstenham de votar. 

Coube a Josias se tornar porta-voz indireto da estratégia do governador: atacar a possibilidade de Rodrigo Maia se tornar presidente da República por meio da defesa da realização de eleições diretas. O discurso das eleições diretas vindo de Rui e de auxiliares não é novo. A novidade é o questionamento de Maia como potencial ocupante do Palácio do Planalto, que colocaria em risco a tentativa de reeleição do governador da Bahia em 2018. A dobradinha Maia e ACM Neto cria uma sombra grande demais para que Rui possa controlar o futuro tanto quanto gostaria. Nesse caso, é mais esperto da parte dele simular ser contra o “golpista” Temer, auxiliá-lo indiretamente e, sob a desculpa de conseguir destravar recursos para a Bahia, supostamente retidos por influência do grupo político de ACM Neto, capitalizar-se como vítima. 

Via: Bahia Notícias
DECISÃO SOBRE A PERMANÊNCIA DE MICHEL TEMER HOJE, TEM FORTE IMPACTO NA POLÍTICA BAIANA DECISÃO SOBRE A PERMANÊNCIA DE MICHEL TEMER HOJE, TEM FORTE IMPACTO NA POLÍTICA BAIANA Reviewed by Redação Mural do Oeste on quarta-feira, agosto 02, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.