expr:class='data:blog.pageType'>

STF RETIRA DE SÉRGIO MORO PARTE DA DELAÇÃO DA JBS QUE CITA LULA E EX MINISTRO DA FAZENDA GUIDO MANTEGA



Em recurso à Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal), a defesa do ex-ministro Guido Mantega reverteu uma decisão do ministro Edson Fachin de enviar para o juiz Sergio Moro, de Curitiba, uma parte da delação da JBS que aponta irregularidades no BNDES e em fundos de pensão.

A decisão, desta terça (15), foi estendida também a partes da delação da JBS que citavam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O advogado de Mantega, Fábio Tofic, recorreu da decisão de Fachin de remeter trechos da delação da JBS, fechada com a PGR (Procuradoria-Geral da República), para a Justiça Federal em Curitiba e no Distrito Federal.
Tofic argumentou que, se a intenção do ministro era apenas remeter o conteúdo da delação para a primeira instância sem analisá-lo em profundidade, o caso deveria ir somente para a Justiça Federal em Brasília, que é o local onde teriam ocorrido as irregularidades delatadas.
Ainda segundo o advogado, já existem em Brasília investigações sobre o BNDES e fundos de pensão, e esses assuntos não têm ligação com a Petrobras e com a Lava Jato para que fossem enviados a Curitiba.
Fachin negou o pedido do advogado e foi acompanhado pelo ministro Ricardo Lewandowski.
Em seguida, Gilmar Mendes, que chegou no final da sessão, divergiu de Fachin e votou a favor do recurso. O ministro Celso de Mello acompanhou Mendes na divergência. Por fim, Lewandowski disse que os argumentos dos colegas o haviam convencido a mudar de opinião.
Foram três votos para que trechos da delação da JBS sobre Mantega e Lula ficassem só em Brasília contra um para que fossem também para Curitiba.
Ao final da sessão, o advogado de Mantega comemorou. "Essa é uma decisão na direção de que Curitiba não é o juízo universal para investigar corrupção no país", disse Tofic.
Advogados que estavam no plenário brincaram, dizendo que evitar a remessa para Curitiba é "quase um habeas corpus", como disse um deles. Com informações da Folhapress.
STF RETIRA DE SÉRGIO MORO PARTE DA DELAÇÃO DA JBS QUE CITA LULA E EX MINISTRO DA FAZENDA GUIDO MANTEGA STF RETIRA DE SÉRGIO MORO PARTE DA DELAÇÃO DA JBS QUE CITA LULA E EX MINISTRO DA FAZENDA GUIDO MANTEGA Reviewed by Redação Mural do Oeste on quarta-feira, agosto 16, 2017 Rating: 5

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog Mural do Oeste É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. Blog Mural do Oeste poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada,Que esteja sem indentificação.

Tecnologia do Blogger.